Polícia

Publicado em setembro 30th, 2015 | Por Adilson Junior

0

PM confessa mensagens, mas nega intenção de concretizar ato com filha da amante

pm-confessa-mensagens-mas-nega-intencao-de-concretizar-ato-com-filha-da-amante.jpg.280x200_q85_cropA delegada da Mulher da cidade de Sousa, Yvna Cordeiro, responsável pela investigação do caso de um PM do 14º Batalhão  que pediu através de  WhatsApps, aplicativo de conversação instantânea, a virgindade das  duas filhas de sua amante (uma de 14 anos e outra de quatro) como prova de amor, disse ao ClickPB que espera concluir o inquérito na semana que vem.

Hoje, de acordo com a delegada, o policial militar foi ouvido e confirmou as mensagens à Simone Mendes, mas negou que tivesse intenção de concretizar. De acordo com a delegada, o militar relatou que a mensagem foi apenas para chocar a mulher e ela terminar o relacionamento.

Ainda de acordo com a delegada Yvna Cordeiro, muita gente ainda vai ser intimada antes de encerrar o caso.

Hoje, major Rômulo Ferreira, comandante do 14º Batalhão, já afastou o PM suspeito das funções até o fim das investigações.

Segundo informações, o policial militar é casado e reside na cidade de Lavras da Mangabeira, no Ceará.

Um print da conversa foi divulgado pela própria adolescente, filha da namorada do policial. Na troca de mensagens, o homem pede que a mulher realize um desejo dele. “Vc (sic) terá a chance de me dar a maior prova de amor do mundo… Q (sic) é a sua própria filha”, diz nas mensagens. Em seguida, ele diz que comprou os remédios para dopar as meninas e que vai à casa da da namorada entregá-los.

Confira as mensagens:

prinpm printpm1 printpm2 printpm3

ClickPB


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo ↑