Paraíba

Publicado em outubro 30th, 2016 | Por Mateus Dantas

0

Em Campina Grande, noiva marca casamento com noivo sem ele saber

Pode se dizer que o bancário Ricardo Eldo Nogueira Lima, 39 anos, foi pego de surpresa pela noiva Suzana Gabriel Lima, 40 anos. Ela marcou o casamento deles para este sábado (29) sem que o noivo soubesse e criou outro casamento fictício de uma amiga para atrair ele até o local e hora marcada. O bancário não desconfiou de nada e caiu no plano ‘Felizes para Sempre’ da amada. Para conseguir esconder a surpresa, Suzana disse que ele havia sido convidado para ser padrinho de um casamento da amiga, que foi cúmplice de toda a história. Ricardo e Suzana, que moram em Campina Grande, no Agreste paraibano, já haviam feito o casamento civil.

Suzana conta que a ideia de fazer um casamento surpresa veio depois de uma decisão da qual ela se arrependeu. Depois de namorarem por quase 15 anos, em junho deste ano eles decidiram fazer o casamento civil, que aconteceu no dia 18 de outubro. Para comemorar o casamento civil, Ricardo perguntou a Suzana se ela iria querer uma cerimônia religiosa, ou uma viagem com os filhos.

Na resposta, Suzana acabou se atrapalhando e disse que queria a viagem. Após perceber o equívoco, e sem querer desmanchar os planos da viagem de Ricardo que já providenciava hospedagens em Gramado, no Rio Grande do Sul, a estudante decidiu preparar um casamento surpresa.

No início ela pensou em fazer algo simples, para 30 pessoas. Mas depois a lista de convidados aumentou para 50, depois para 80 e chegou aos 140 convidados.  Tudo foi planejado em 150 dias. Para conseguir fazer a surpresa, Suzana criou um casamento fictício da amiga dela, Aluska Ferreira, que nem noivo tem. “Nós fizemos um convite para esse casamento de mentira e ele foi convidado pra ser o padrinho do casamento dessa amiga. Assim eu consegui fazer com ele fosse para o local e quando chegasse lá tivesse a surpresa ao descobrir que era, na verdade, o próprio casamento dele”, explicou a noite.

Para garantir que Ricardo usasse a roupa certa no casamento, Suzana também disse que a noiva do falso casamento teria exigido que todos os padrinhos usassem a mesma roupa: o fraque.

Suzana também precisou ir antes na loja de aluguel de roupas para explicar toda a história, pois sabia que os atendentes iriam dizer que a roupa não era a correta para um padrinho usar. Para poder ficar longe do noivo durante todo o dia do casamento, Suzana também disse que a noiva havia dado a maquiagem e tratamento de cabelos para todas as madrinhas. O casamento aconteceu em uma casa de festas no bairro Alto Branco, em Campina Grande. Para Suzana, mais difícil que armar todo o plano para a surpresa foi conseguir fazer com que os 140 convidados para o casamento guardassem o segredo. Segundo Suzana, outras duas pessoas que ajudaram a planejar tudo foram as amigas Jandra Barbosa e Tatiana Motta, que ofereceram até o local do casamento.

O pastor Manoel Antônio, que realizou a cerimônia, disse que foi um casamento muito diferente e que ficou surpreso, quando soube da ideia.

“Depois que nós combinamos toda a programação, a noiva me disse que o noivo não sabia que ia se casar. Mas aí, pelo contexto, toda a história dos dois, eu entendi a diferença desse casamento. Eu já tinha acompanhado pedidos de noivado, onde um dos  dois não sabia. Mas casamento sem o noivo saber é a primeira vez”, disse o pastor.

Ainda pensando estar no casamento para ser padrinho, Ricardo foi barrado na entrada do salão pela equipe de cerimonial. Tudo fazia parte do plano, pois neste momento, enquanto todos já aguardavam dentro do salão, a noiva apareceu. “É sério isso? Meu Deus. Eu não mereço. Parece que estou sonhando. Parece até uma pegadinha”, disse o bancário, ainda sem acreditar.

Tudo ao contrário

A história de amor entre Suzana e Ricardo aconteceu bem diferente do que o tradicional. Geralmente os casais namoram, noivam, casam e têm filhos.

Eles começaram a namorar, foram morar juntos, tiveram dois filhos, se casaram este ano, fizeram uma viagem de lua de mel em Gramado, Rio Grande do Sul, e só agora é que aconteceu a cerimônia religiosa. O casamento foi celebrado por um pastor evangélico.

Como tudo começou

O namoro de Ricardo e Suzana começou em 20 de outubro de 2001. Eles trabalhavam na mesma empresa, em Campina Grande. Ela como atendente e ele como operador comercial. Os dois haviam acabado de sair de relacionamentos e não tinham planos de conhecer novas pessoas para namorar.

“Meu aniversário é no dia 16 de outubro, mas como o dia caiu no meio da semana ele deu a ideia dos amigos comemorarem no dia 20, que era no fim de semana. A gente saiu como amigos e na hora de ir pra casa, ele disse que iria deixar todas as mulheres em casa de carro. Eu fui a última a ser deixada em casa e na hora da despedida ele perguntou “Posso ficar com você” e eu questionei: “Ficar como?” foi aí que aconteceu o beijo e a gente está junto até hoje”, contou ela.

Os pais de Ricardo morreram e, por isso ele morava sozinho, em Campina Grande. Depois de dois anos de namoro com Suzana, ela decidiu ir morar com ele, para lhe fazer companhia. Morando juntos, eles já tiveram dois filhos: Victor, 10 anos, e Vinícius, 2 anos. Durante todo esse tempo, oficialmente Ricardo nunca havia pedido Suzana em namoro, o “posso ficar com você?” tem durado todo esse tempo e chegou ao casamento.

G1 PB

svs1.jpg pbnet


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo ↑