Tecnologia 00

Publicado em fevereiro 18th, 2016 | Por Adilson Junior

0

Celulares e notebooks sobem até 79% com o fim da Lei do Bem

Os preços dos celulares e dos notebooks subiram no início de 2016. Parte desta elevação tem a ver com o fim da Lei do Bem, que isentava o PIS e Cofins de diversos produtos eletrônicos fabricados no país. O assustador é ver que a alta pode chegar a 79%, de acordo com um levantamento feito pelo comparador de preços Zoom.

A pedido do TechTudo, o serviço se debruçou sobre os registros de preços em 7 de dezembro de 2015 e em 1º de fevereiro de 2016. O smartphone Xperia Z3 Compact, por exemplo, saltou de R$ 1.099 para R$ 1.931,40 – quase 80% a mais. No segmento de notebooks, o destaque vai para a Dell, que subiu o valor dos produtos em mais de 20% no período.

Primeiro é preciso entender a Lei do Bem. Ela foi criada em 2005, buscando estimular a produção nacional de PCs. Com o tempo, outras categorias de produtos, como tablets e telefones móveis, entraram na isenção. O benefício terminaria em 2014, mas o governo prorrogou as medidas até o fim de 2018. Apesar disso, o programa foi encerrado com um medida provisória devido à crise financeira.

Para se enquadrar na isenção, os produtos precisavam seguir algumas regras. Smartphones, por exemplo, deveriam ser produzidos em território nacional, custar até R$ 1.500 e vir com um pacote mínimo de aplicativos desenvolvidos no país. O custo para os computadores, porém, tinham um limite maior, de R$ 8.000.

Sem os incentivos, muitos modelos já ultrapassaram o valor limite. É o caso do Moto X Play, top da Motorola com 32GB de armazenamento interno e Dual SIM: teve variação de 37% (o preço passou de R$ 1.169,10 para R$ 1.599,00).

Celulares mais baratos, como o Lumia 640 XL, tiveram aumento de 39% – o smartphone da Microsoft passou de R$ 659,00 para R$ 915,00. Já o Galaxy Gran Prime Duos, da Samsung, era encontrado por R$ 539,10 e atualmente está à venda por R$ 649,00 (aumento de 20%). O Moto G 3 também teve aumento de 17%, pulando de R$ 854,10 para R$ 996,55.

Os notebooks também não foram poupados. O HP Pavilion com tela LED de 14 polegadas, processador Intel i5, 4GB de RAM e HD de 500GB teve reajuste de 39%, pulando de R$ 1.799,00 para R$ 2.499,00. Outros modelos da Dell sofreram aumentos. No caso mais expressivo, a variação foi de 36%, passando de R$ 3.134,05 para R$ 4.267,67, com o modelo Vostro. O Acer Aspire E, de 15,6 polegadas, processador Intel i5 e 1 TB de HD também ficou mais caro, com preço de R$ 1.989,00.

De acordo com o diretor executivo do Zoom, Thiago Flores, vale a pena ficar de olho nas promoções se você pretende comprar um celular ou eletrônico. “Se encontrar uma boa oportunidade, é recomendado aproveitar o momento para se precaver de um aumento de preço ainda maior, já que passamos por um período de alta do dólar e da inflação”, afirma Flores.

Em tempos de valores altos, comparadores de preços podem ajudar a encontrar o melhor negócio. Celulares top de linha lançados em anos anteriores também passam a ser opções interessantes, já que estão mais baratos e ainda podem oferecer boa experiência de uso.

Por: Techtudo

 

 


Sobre o autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo ↑